3- Caso eu NÃO CONCORDE com esse desconto das Contribuições Extraordinárias o que acontece?

Resposta:

Os resultados deficitários dos Planos de Benefícios, por expressa determinação legal, devem ser equacionados de forma paritária entre participantes, assistidos, pensionistas e patrocinadora (art. 19 e  21 da LC 109/2001).

Dessa forma, não há como permanecer no plano sem o pagamento das contribuições. Após três meses consecutivos sem o pagamento da contribuição, o participante será desligado do plano, perdendo o direito ao BPS ou a qualquer outro benefício, como o de pensão por morte.

Ao participante desligado, resta-lhe somente o direito ao resgate ou portabilidade de suas contribuições pessoais, devidamente corrigidas pelo indexador do plano, a partir da cessação do vínculo empregatício com os Correios (artigo 48 do regulamento). Não é possível o resgate ou portabilidade das contribuições vertidas pela patrocinadora. 

Lembramos que o cancelamento do plano favorece somente aqueles que permanecem como participantes.

O cancelamento é irreversível pois não há previsão de reingresso no regulamento do plano BD Saldado.